Treviso, a encantadora cidade que você tem que conhecer!

//Treviso, a encantadora cidade que você tem que conhecer!

Treviso tem todos os atributos de qualquer famosa cidade histórica: é muito antiga, possui palácios, igrejas e praças belíssimas e uma atmosfera sugestiva. Tudo isso a apenas 30 km de Veneza. A cidade é porta de entrada para grandes pontos de interesse do Vêneto como as colinas do prosecco e a Estrada dos vinhos do Piave, além cidades como Asolo, Maser e muitas vilas vênetas. Treviso, a encantadora cidade que você tem que conhecer, é uma ótima pedida por exemplo para um bate-volta a partir de Veneza ou Padova.

Quem deseja fazer uma viagem cultural ou enogastronômica pela Itália não pode deixar passar a oportunidade de conhecer Treviso e as cidades vizinhas. Treviso fica a somente meia hora de trem de Veneza. É uma alternativa até mesmo de hospedagem para quem não pretende dormir na Sereníssima.

um passeio por treviso (2)

Treviso é banhada pelo rio Sile e seu centro é feito de pequenos canais e pontes que formam uma atmosfera romântica em qualquer estação do ano. O centro histórico é cercado por uma muralha de cerca 4 km construída em época romana. Todo o percurso da muralha pode ser percorrido de bicicleta com segurança, na faixa exclusiva para ciclistas.

treviso na itália

Treviso era conhecida como Urbs picta, ou seja, cidade pintada. Suas casas e palácios eram completamente decorados com afrescos. A ação do tempo e o bombardeamento que a cidade sofreu durante a segunda guerra determinaram uma considerável diminuição destes afrescos. No século XII, quando na cidade não chegava o mármore ou outros tipos de pedras para decorar as casas, os moradores começaram a pintar suas casas.

A prática deu origem aos maravilhosos afrescos dos palácios de Treviso, com motivos geométricos, tapeçarias orientais, motivos florais, religiosos ou ligados ao quotidiano da cidade. Ainda é possível ver remanescências de antigos afrescos em alguns palácios, basta ser um bom observador.

centro de treviso

A Piazza dei Signori é o praça principal da cidade e onde funciona hoje a prefeitura. Muito agradável sentar para tomar um café em um dos bares. Para quem  quiser comer algo, a Pizzeria da Pino é uma boa opção. Treviso sofreu intensamente as consequências das duas guerras mundiais. Durante os bombardeios da segunda guerra em 1944, muitos dos edifícios do centro históricos ficaram destruídos, como o Palazzo dei Trecento, um dos edifícios da praça .

Um passeio por Treviso (2)

A Fontana delle Tette fica em uma galeria bem próxima à Piazza dei Signori, se não encontrar, basta perguntar a alguém. Foi construída em 1559 depois de uma grave seca que atingiu Treviso. Em ocasiões especiais, como quando era escolhido um novo administrador da cidade, por 3 dias as tetas jorravam vinho. Branco de um lado e tinto do outro.

DSC_0178

A Calmaggiore é a rua que leva até o Duomo de Treviso. A construção de hoje é resultado de várias intervenções ocorridas até o ano de 1700. Dentro da catedral estão várias obras de artistas importantes, com destaque para a Pala do altar, de Tiziano. O mais interessante porém do Duomo, é visitar a sua cripta, que era a igreja principal no século IX. Não deixe de apreciar os mosaicos romanos e os afrescos dos anos 1300.

duomo treviso

Uma das áreas mais sugestivas da cidade é a Pescheria, uma pequena ilhota bem no centro da cidade onde funciona o mercado do peixe. Em frente à Pescheria está San Parisio, uma pracinha que abriga o mercado de frutas e verduras e onde antigamente funcionava um monastério, fechado por Napoleão. Durante à noite, esta zona é ótima para um drink ou aperitivo. Algumas osterias que recomento são I Muscoli e Caffè San Parisio. Mas a minha preferida e que faz o melhor spritz da cidade é a Cantinetta Venegazzu.

Não deixe absolutamente de visitar a belíssima Igreja de São Francisco (construída a partir de 1231) e a sua sugestiva ponte com um dos antigos moinhos trevisanos. Em San Francesco, além de afrescos preciosos, estão o túmulo de Francesca, filha do poeta Petrarca e de Pietro, filho do escritor Dante Alighieri. Nesta região, fica um dos meus restaurantes preferidos para um almoço ou jantar romântico ou em família,Odeon alla Colonna.

treviso1

Bem atrás, em vicolo Rinaldi, a gente encontra o sugestivo Canal Buranelli, um pequenino canal de puro romantismo, onde já presenciei de longe até pedido de casamento. Casinhas coloridas, uma pequena ponte e um pórtico fazem parte do cenário. Por meio de suas águas, Treviso mantinha relações comerciais com Veneza, que era a capital. O canal Buranelli tem este nome pois era habitado pelos pescadores provenientes da ilha de Burano.

um passeio por treviso

Treviso e o tiramisù

Pouca gente sabe que o tiramisù, um dos doces mais famosos do mundo, foi criado nos anos 70 em Treviso. O presidente da região Vêneto fez o pedido do reconhecimento oficial da tipicidade do doce para que o tiramisù seja declarado como sobremesa tipicamente trevisana. O antigo restaurante Le Beccherie onde inventaram a receita foi completamente reformado e hoje é um local com decoração impecável e serve pratos da tradição, mas com ares contemporâneos. Quem quiser pode experimentar o tradicional tiramisù ou as versões revisitadas do doce.

Outros pontos interessantes

Ponte da Universidade e bairro Latino: é um espaço da cidade revitalizado com algumas lojas, bares e restaurantes, além da universidade. O destaque gastronômico pra mim é a antiga Osteria Ponte Dante, que serve pratos típicos da tradição culinária trevisana.

San Nicolò: a região fica muito próxima ao centro e o destaque é a imponente igreja de San Nicolò, em estilo gótica, construída no seculo XIV. Não deixe de visitar o claustro e os retratos dos dominicanos ilustres na Sala do Capítulo.

Museus:

Santa Caterina: o espaço conta com uma seção arqueológica, uma galeria com obras de arte medieval e renascentista e um espaço para mostras temporárias.

Ca´dei Carraresi: na área da Pescheria, este museu recebe importantes mostras e eventos.

Museo Bailo: depois de 12 anos fechado, o museu reabriu no final de 2015 com um projeto incrível de Heinz Tesar. O acervo conta com obras de arte dos períodos de 1800 e 1900 de artistas locais. O novo espaço definitivamente merece uma visita.

Fonte:italiaperamore.com/

2017-05-11T22:51:44+00:00 março 4th, 2016|
WhatsApp chat